Buenos Aires: onde ficar?

Como falei aqui, passamos o feriado de carnaval na Argentina. A gente queria ter ficado mais tempo por lá pra curtir a cidade com calma, mas como não conseguimos conciliar as agendas (e mais importante de tudo; as férias) então só aproveitamos o tempinho que deu. E tudo bem; curtimos o quanto pudemos. ❤

Bom, antes de ir – e de decidir se faríamos a viagem planejando por nossa conta ou por uma agência de turismo – estávamos pesquisando hotéis. Um dos recomendados, até por alunos meus, foi o Ibis. Na cidade tem dois, mas um deles ficar na Av. Correntes. Uma vantagem do hotel é que a estrutura é bem parecida em qualquer lugar que você vá, segundo me disseram. Ou seja, você se hospedando num Ibis em Recife vai ter serviços semelhantes em Buenos Aires.

Saiu daqui.

A vantagem maior seria a localização; a Corientes é uma das avenidas principais da região central de Buenos Aires (ela é enorme!) e nela você encontra vários restaurantes e cafés legais. Nas ruas do entorno também; é um lugar bem movimentado, perto do Obelisco e de uma estação de metrô. 

Só que a gente se hospedou em outro hotel; Ficamos no Carsson Hotel, na Av. Viamonte com a Florida, que não fica tão distante do Ibis.

2015-02-15 08.29.50 2015-02-15 20.00.26

De primeira, quando chegamos ao hotel, bateu um medinho. Sério. O Carsson tem um toque bem antigo; cheio de carpetes, paredes bem desenhadas, muitos candelabros, corredores longos. Não que fosse feio, mas me lembrava um pouco de um filme de terror, sem onda. hahah

Como não fomos nós que fechamos o pacote com o hotel, nem tudo ficou bem acertado. O nosso quarto, por exemplo, só teria acesso à internet se pagássemos uma taxa extra pelo uso. Por outro lado, tinha Tv à cabo com vários canais liberados, banheiro espaçoso, e a acomodação era, de fato, bem confortável. 

A localização foi a melhor coisa pra gente, porque ele ficava ao lado da Rua Florida, que é uma rua famosa pelas galerias, lojas de compras e pelos caras falando “câmbio-câmbio” sem parar. O hotel oferecia café da manhã, mas não tinham tantas opções. Ainda bem que, por perto, tinham Mc Donalds, Starbucks, e a Galeria Pacífico. A gente poderia ter se hospedado num Bed and Breakfast da vida, mas optamos por pagar um pouco mais pela privacidade de um hotel. A diária mais barata custa certa de 70 pesos; considerando o lugar, achei um preço ok, já que no Ibis você desembolsa uns 230 por diária. 

No próximo post sobre Buenos Aires, a gente conversa mais sobre lugares para visitar. Entretanto, se tiver um hotel para indicar, só deixar nos comentários. 🙂

Anúncios

Um comentário sobre “Buenos Aires: onde ficar?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s