Porque te deletei, e razões para você fazer o mesmo.

Sinceramente, eu nem sei ao certo quando isso começou porque, na verdade, várias coisas devem ter se unido para que eu chegasse aqui. Há algumas semanas baixei –por última, acho, sendo bem corna hahahaha– um daqueles apps em que você descobre quem te segue no Instagram e quem te superou e deu unfollow.  
Quando vi quantos e quem tinha me dado unfollow, ao invés de ficar completamente endiabrada (só um tiquinho) fiquei pensando quão desnecessária a minha vida era para aqueles seres e fiquei colocando na balança aquilo de você ser cordial ao aceitar solicitações mesmo quando certas pessoas não lhe acrescentam em nada
E nesses dias resolvi fazer o mesmo: me livrei dos excessos. E aí me questionei: Fulano fala comigo quando me vê na padaria do Manoel? Fulana fala comigo ao menos uma vez na vida? O que fulana é e compartilha me acrescenta alguma coisa? Essa pessoa está aqui de enfeite como um adereço esquecido da árvore de natal passada? 
Aí vem aquela pessoa que NUNCA fala contigo nem para dar “Feliz ano novo” para pedir “Curte aí minha foto!”. WTF?! Onde foi que as pessoas desaprenderam aquele babado básico de amizade ser uma coisa cultivada?
Quando essas redes sociais surgiram, o grande propósito não era juntar todos aqueles conhecidos que você nem ao menos tem certeza que curte em um balaio de gato só. O grande goal por trás delas –além de fazer dinheiro para seus criadores e te viciar– era te conectar com seus amigos, principalmente aqueles que não te vêem todos os dias; pessoas cujos interesses são parecidos com os seus.
Foi assim que eu deletei 320 pessoas em uma noite num dos meus perfis online, e venho aos pouquinhos fazendo a limpa do século nos outros. E chega deu uma leveza, visse? 
Anúncios

5 comentários sobre “Porque te deletei, e razões para você fazer o mesmo.

  1. Muito bom! Eu faço essa limpeza principalmente quando surgem as discussões polêmicas. Apesar de usar meu FB mais como contatos de trabalhos, às vezes é necessário. Mas, segredinho: eu tenho um que fujo vez em quando pra lá, haha!

    Um bj,
    Re

    Curtir

  2. Gente… JURAVA que tinha deixado um comentário aqui dizendo amém e que não adiciono “qualquer um” por cortesia/educação. Muita gente do colegial me adicionou depois da formatura, mas eu não aceitei porque se não éramos amigos na vida real, na internet que num ia ser! E outra, uma coisa que eu aprendi com os meus pais é sempre ser muito discreto sobre a minha vida pessoal pra evitar umas vibes erradas e é uma coisa que eu levo pra vida. Não compartilho nada que não seja “supérfluo” porque né? hahaha Enfim, achei ótimo o texto e dá vontade de sair colando nas testas de todo mundo porque né?

    Um beijo!

    Curtido por 1 pessoa

    1. É bafa. Sempre tem alguma coisa que a gente precisa preservar pra que as pessoas não fiquem enchendo os dias de cricri sobre nossas vidas. Amigos e familiares, muitas vezes, já fazem isso. Imagina quem não conhece a gente direito? Pois vou levar isso para A VIDA partindo de agora. hahaha

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s